Minha lista de blogs

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

DANIEL DANTAS DE BANQUEIRO A GRILADOR DE TERRAS QUE IRIAM PARA O MST, AS CHICANAS CARTORIAIS PARA APROPRIAR-SE DE TERRAS DO ESTADO, CORRE SOLTA NO PAÍS.

Há muitas terras da união e dos estados para uso da reforma agrária. Quer um exemplo? Ha uma propriedade de 30 mil hectares compradas pelo banqueiro bandido e condenado Daniel Dantas, provavelmente para atuar na lavanderia de dolares e nas riquezas do subsolo do estado do Maranhão.



Pois bem estas terras foram cedidas em regime de comodato a um consórcio de fazendeiros, para exploração comercial, portanto jamais poderiam ser vendidas, portanto são terras do estado do Maranhão, foram postas em condições de vendas através de chicanas cartoriais, portanto é dever de todo cidadão brasileiro, de forma pacífica tentar reavê-la para o estado do Maranhão.

Exemplo como estes tem aos milhares no Brasil.do  Como no pontal de Paranapanema, que terras devolutas  do Estado permanece na mão de grandes latifundiários, através de filigranas jurídicas.

O MST é o maior movimento de reivindicação social da américa latina, depois do revolução zapatista, da década de 20 do século passado.

É demonizado pela mídia.

Agora virou até movimento terrorista, segundo os FDP dos Ianques.
O que não é dito: Mais de 5 milhões de jovens, estudam em boas escolas, as do MST recebem prêmios de excelência,  e  aprendem a cultivar a terra e formam-se em cursos técnicos de veterinária,  passam a  cuidar de gado e demais animais, pertencentes aos assentamentos. O que estariam fazendo estes jovens nas grandes cidades? Iriam para o tráfico, roubo, quadrilhas? Onde a sociedade alocaria jovens,  já com uma formação  tão primorosa? 



Quanto tem a devida assistência do Estado o MST, deslancha, produz a melhor soja não trânsgenica, as melhores carnes para exportação. O melhor leite. Alimentos produzidos com taxa de alta produtividade e sem VENENO, agora chamado eufemisticamente de "defensivo agrícola."
Não sei agora, mas a uns tempos atrás o acampamento União da

Fronteira em SC, exportava até jeans.

Mas isto não sairá na sua telinha.

Sairá a miss moto serra, Kátia Abreu.

COM LULA O GIGANTE BRASIL DESPERTOU E COMEÇOU A ANDAR, MOSTRANDO AO MUNDO QUE UMA NOVA POTENCIA SURGE!



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa da I Mesa Redonda Brasil-União Europeia, em Estocolmo,  em 2009.Após visitar a Bélgica, o presidente teve agenda na Suécia.
(Foto: Ricardo Stuckert/Presidência)

Qual a superfície da UE?
4.000.000,000 km2

A União Européia ocupa uma superfície de mais de quatro milhões de quilómetros quadrados. Vista num mapa mundial, não é uma área particularmente extensa — mas abrange 27 países, cuja dimensão varia grandemente, de França (com a maior superfície) a Malta (com a menor).



Qual a superfície do Brasil?
8.514.876,599 km2

Esse é o nosso

Brasil.


Que com Lula ficou mais conhecido pela potência que é do que pelo carnaval.

O BRASIL VEM DERROTANDO O CORVO DESDE DE 2003, GETULIO VIVE, OBSERVEM O QUE OCORREU SOBRE AS OLIMPÍADAS, É ASSIM QUE ELES AGEM EM RELAÇÃO AO BRASIL!

O CASO É PASSADO, MAS AS ATITUDES SÃO ATUAIS.




O Brasil derrota os corvos!
NA FOTO CARLOS LACERDA, PSDB/DEMOS, FHC!



Do professor Emir Sader, no site Carta Maior.

O Brasil derrota os corvos

“Corvo” foi o nome que ganhou Carlos Lacerda, como ave que busca rapina onde houver, senão, inventa. É o espírito udenista, golpista, que sucumbiu sucessivamente à liderança de Getúlio e das forças populares. Não ganhavam eleições, iam bater nas portas dos quartéis (“vivandeiras de quartel”, eram chamados), para tentar, pela força, o que não conseguiam pela persuasão.

Até que, com o apoio decidido do governo dos EUA e da mídia – a mesma que agora: Globo, Folha, Estadão -, deram o golpe e instauraram a ditadura militar, que tantos males fez ao país.

Suas características são muito similares às dos corvos de hoje: são brancos, de classe média, odeiam o povo, tem seu núcleo básico em São Paulo, se agrupam em torno da imprensa, tem uma sólida convicção de que tem razão (mesmo contra todas as evidências e a grande maioria dos brasileiros), se refugiam em denuncias moralistas, detestam a América Latina e o sul do mundo (adorando os EUA e a Europa), crêem que São Paulo é a “locomotiva do país”, que arrasta os outros estados preguiçosos (o mesmo sentimento da sublevação de 1932, que eram separatistas). Também tem como característica ser sempre derrotados, tendo que apelar para suas armas preferidas – a força dos golpes e o monopólio da imprensa.

A campanha para trazer as Olimpíadas ao Brasil possibilitou distinguir os que amam o Brasil, mais além dos seus problemas e com todos os seus problemas, e os que têm suas almas corroídas pelo ódio, torceram e militaram contra o Brasil.

(Um deles convenceu seus leitores a tal ponto que numa consulta que fez, ganhou Chicago contra o Brasil.) Agora se vestem de luto – a cor dos corvos – e já tem temas para amargurar o resto das suas vidas até 2016. Para os que têm alma pequena, segundo Fernando Pessoa, a vida não vale a pena.

Estão há anos incomodados que o Brasil dê certo governado por um operário, sindicalista de base, nordestino, sem diploma universitário, que perdeu um dedo na máquina, enquanto aquele do qual são viúvas - supostamente a pessoas melhor qualificada para dirigir o Brasil - fracassou estrepitosamente e é repudiado pelo povo. Tem a alma corroída pelo ódio, pelo despeito, pelo rancor.

Lula tinha que dar errado, como Evo tinha que dar errado, como Hugo Chávez tinha que dar errado. Um é de origem nordestina e operária, o outro é indígena, o terceiro é um mulato. Mas quem fracassou foram os tucanos, aqui, com FCH, na Bolívia, com Sanchez de Losada, na Venezuela, com Carlos Andrés Perez. Não por acaso o governo de FHC apoiava àqueles, Lula apóia aos que os sucederam e, estes, por sua vez, têm a Dilma como candidata.

Essa geração de lacerdistas, corvos do século XXI, precocemente envelhecidos, pela frustração e pelo rancor, vegetarão o que lhes resta viver, ruminando reclamações contra o Campeonato Mundial de 2014 e contra os Jogos Olímpicos de 2016. Enquanto a caravana do povo brasileiro passa.

A OPOSIÇÃO FICARÁ 20 ANOS NO SERENO, E QUANDO VOLTAR NÃO SERÁ A UDN DE ENTÃO!

CADÊ A OPOSIÇÃO?




Não temos hoje no Brasil uma oposição republicana e civilizada. Temos uma horda de golpista e que não têm projetos para o Brasil como nação. Senadores que ocupam a tribuna do Senado, para achincalhar, caluniar, demonizar, e mentir e até falar em "dar surra no presidente", se bem que estes  todos perderam, sobrou o Senador Agripino Maia, que na última eleição portou-se civilizadamente e até omitiu  o candidato da OPUS DEI/UDN/PSDB, Padim Pade Çerra, do seu material de Campanha.

A  Dilma fará um governo excepcional, devido às condiçoes que o governo Lula e ela própria deixou o país para o próximo quadriênio de governo.

Enganam-se os que pensam que esta oposição virulenta da UDN/OPUS DEI/PSDB, voltará ao poder com este discurso hidrófobo e sem proposta para o Brasil, eles têm mais propostas para os USA, já que seu americanofilismo está atavicamente arraigado em suas mentes.

Eles são uns higienistas dos infernos adepto do CORVO DA RUA CHILE, falo de Carlos Lacerda.

São contra tudo que beneficia o povo.  Entraram na justiça contra o PROUNI, detestam que pob
res frequentem as nossas universidades públicas.
São entreguistas e iam se ganhassem a eleição presidencial, entregar o Pré sal para as petroleiras americanas, o Wikileaks vazou a fala do Padim Pade Çerra: "Voces saem agora, qualdo eu voltar voces voltam também".
Iriam mandar para os infernos o fundo soberano. E ao entregar as nossas riquezas para os gringos, garantiriam que seus descendentes ficassem rico até daqui a 4 mil anos!

Não pense que o seu novo queridinho a ser presidente O GAROTO DO RIO, colará.

É fácil, fácil, demonstrar ao povo que quem governou em Minas foi Andreia Neves/Anastasia.

Ele não conhece Minas, quanto mais o Brasil.

O Povo começará vê-lo demais nas ensolaradas praias do leblon com suas modellos maravilhosas, e saberão das suas baladas no eixo Rio/Nova York/ Amsterdam. E saberão que ele Padim pade Çerra, FHC, et  caterva são farinha do mesmo saco.
A oposição que assumirá no futuro´será da estirpe de Cid Gomes, Eduardo Campos e outros que são verdadeiramente políticos e não entreguistas.

JORNALISMO ECONÔMICO NO BRASIL, NÃO É UMA COISA NEM OUTRA.! DELFIM NETO SABE DAS COISAS E EMENDA: LULA SALVOU O CAPITALISMO BRASILEIRO!

Como se sabe as previsões sobre economia da senhora leitão, tem a credibilidade de uma nota de 3 doláres, nunca acertou uma em 6 anos de governo Lula.

Isto me credencia a garantir-vos que o animalzinho de estimação dela é muito parecido com o anilmalzinho de estimação da UDN golpista e sua Mídia também golpista, aquela do carlos lacerda, o exterminador de mendigos, so que o deles era representado pela figura de um...



                                                  CORVO, ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DA UDN/PSDB E  IMPRENSA BRASILEIRA

  O da Miriam é esta gracinha aí abaixo:


ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DE MIRIAM LEITÃO(PIG) ESPECIALISTA EM URUBOLOGIA!

Mas como vaticinadora eu acho mesmo é que ela é:


PARA COIMBRA EU TÔ NUMA NICE, TUDO É MARAVILHA COM LULA! É LOVE SÓ LOVE!!!!

Nos balanços sobre o governo Lula que nestes dias pululam, o tom, na maior parte das vezes, é uma mistura de elogios e críticas. Há os que unicamente encontram motivos para desmerecê-lo, mas são raros. Salvo um ou outro dinossauro da antiga direita e os cômicos personagens da “nova direita” da mídia, quem tem um mínimo de bom senso sabe que avaliá-lo desse modo é bobagem.

ABAIXO OS DINOSSAUROS QUE SÓ VÊM ERROS NO GOVERNO LULA:



ALEXANDRE MALUF

´TÔ NESTA  TURMA AÍ ABAIXO,  E NÃO DISFARÇO:

Também existem os que acham que tudo foi uma maravilha, que Lula não pode ser cobrado por nada, pela simples razão de que só acertou. São ainda menos frequentes, mas, vez por outra, ainda aparecem, especialmente entre lulistas da velha guarda.
Quase sempre, os balanços procuram ser equilibrados, ressaltando acertos e erros, sucessos e fracassos. Como, no entanto, a verdadeira imparcialidade não existe, mesmo esses revelam de que lado estão os autores, se são mais ou menos favoráveis ao governo.

Do lado positivo, o grande consenso é a política social, capitaneada pelos programas de transferência de renda e cujo carro-chefe é o Bolsa Família. Só os preconceituosos não veem sua importância e insistem no discurso de que ele perpetua a pobreza e aumenta a dependência dos beneficiários. A evidência de que isso não é verdade é tão ampla que somente a desinformação explica a sobrevivência do estereótipo.

Do lado negativo, até quem simpatiza com Lula costuma arrolar o mensalão e os escândalos de corrupção como as “manchas” de seu governo, seu pecado capital. Quando o assunto chega aí, mesmo o mais ardoroso petista fica intimidado e prefere desconversar.(AQUI COIMBRA DEIXA ESCAPAR O SEU AECISMO, GRIFO MEU) EU NÃO DESCONVERSO ÔRRA NENHUMA COM O TAL DE MENSALÃO.
No meio, entre o Bolsa Família e o mensalão, temos o vasto território de tudo mais que o governo fez: política econômica, relações internacionais, políticas setoriais, relações com os Poderes, ação política. A respeito desse conjunto, prevalece a visão de que Lula acertou mais que errou, quando se põem na balança as iniciativas de seus dois mandatos.

Para quem não gosta de Lula, o saldo é positivo mais pelo que ele deixou de fazer, quando manteve as linhas mestras da herança de Fernando Henrique, a começar pela política econômica e o princípio da responsabilidade fiscal. Quem o admira ressalta o oposto, as mudanças realizadas na gestão da economia e o caráter inovador das medidas que criaram o ambiente de desenvolvimento que levou o país aos resultados a que chegamos.

Enquanto os analistas fazem sua contabilidade, as pesquisas revelam uma opinião pública muito mais favorável a Lula. Se as pessoas comuns pensassem como os entendidos, o presidente não estaria encerrando seu período com 87% de aprovação e Dilma talvez não tivesse sido eleita ao assumir o compromisso de continuar seu trabalho.

Sempre se pode dizer que o povo está errado, que foi e continua a ser enganado por Lula, que, com sua habilidade e seu “poder de comunicação”, manipula os sentimentos dos cidadãos “mais simples” (nunca os da classe média “mais lúcida” e de seus intelectuais, que se mantêm “vigilantes”). Ou seja, que Lula “não merece” a boa avaliação que recebe, e que Dilma ganhou a eleição em consequência da combinação de esperteza e falta de escrúpulos de seu mentor.

Mas podemos olhar a aprovação de Lula e a vitória de Dilma de outra premissa, reconhecendo que o povo é perfeitamente capaz de fazer julgamentos racionais. Em outras palavras, procurando entender o que quer dizer um presidente que termina um governo tão longo com tamanha popularidade.

O Lula de antigamente virou o Lula deste fim de 2010 em função de duas comparações e como resultado de uma aposta bem sucedida. Ele foi melhor como presidente que todos que a população conheceu e superou a expectativa que as pessoas tinham do que seria. E fez com que aqueles que votaram nele achassem que acertaram quando confiaram em alguém como ele, apesar de tudo que tinham ouvido (e continuaram a ouvir) em contrário.

É claro que foi por isso que Dilma ganhou e que vai começar a governar com a torcida quase unânime da população. A esperança de que ela será uma presidente tão boa ou melhor que Lula é mais uma prova da admiração que o povo tem pelo trabalho feito nos últimos anos, no qual ela foi peça fundamental.

Tomara que estejamos (quase) todos certos!

MARCOS COIMRA

BYE, BYE, UDN FOREVER!!!!





O PRECONCEITO DA IMPRENSA UDENISTA, NÃO É CONTRA O GOVERNO MAS CONTRA O MANDATÁRIO MÁXIMO DO EXECUTIVO.

Alguém se lembra desta foto, mancheteando a primeira páginas de todos os jornais? A importância dela justificaria a ação não?  Já se fosse FHC...



No final a  foto foi usada em cartaz para vender Lexotan nas farmácias de Higienópolis!!!



Será o que o coringa da jornal Globels, falará desta foto? (agora que ja passou o evento podemos dizer: não escreveu nada no Globels) Aliás será que quando ela assistiu o filme do Batman, ela não se viu tão parecida com o coringa depois de tanta plástica?

Samuel Weiner, deve estar se remoendo no túmulo ao saber dos artigos que a Danusa (coringa) leão, escreve no Globels!!!!






terça-feira, 28 de dezembro de 2010

NÃO ACREDITE NA IMPRENSA BRASILEIRA. SÃO ANTI TRABALHISTAS, ANTI NACIONALISTAS, ENTREGUISTAS, ANTI POVO, ANTI GETÚLIO, ANTI JK, ANTI, JANGO, ANTI LULA, E ANTI BRASIL, E TEM COMPLEXO DE VIRA LATAS!

O PIG( PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA) Além de ter complexo de vira latas em relação ao Brasil diante do mundo e achar aqui no Brasil tudo  ruím, até o trem-bala, aqui no Brasil é feio, que HORROR! Ainda querem pregar esta pecha no povo brasileiro, que se danem!



Não acredito na imprensa brasileira, nos seus “articulistas”, uma malta de golpistas UDENISTAS, que espalham veneno do Oiapoque ao Chui. Não gostos dos seus tele-jornalistas, que não dão notícia porra nenhuma, parece mais um desfile de modas, com seus gestinhos estudados, achando que estão abafando. Tratam todos como Hommer Simpsom, uns idiotas, até dizem isto, falo de William boner, que disse que o telespectador, não precisa de saber de certos fatos.
 Só acredito em dados que eu pego em fontes governamentais de todo o mundo, ou com jornalistas independentes.  Muitos mantém-se com veículos alternativos de informação. Hoje eu sou um agente ativo da notícia.
Ler um telegrama traduzido do Wikileaks, é muito diferente que ler a tradução dele em um jornal. Do jornal, na tradução, já vem a impressão digital, do jornalista, do editor, e do redator. Menos a sua, que ao lê-lo diretamente do jornal,foi impedido de opinar.
 Eu  interpreto as notícias, pois as procuro nos mais diversos locais.  Falo de notícias  de todos os países.  Não acredito em gente que trabalha, para apoiadores de golpes militares, não acredito em que trabalha para 3 famílias que são contra o Brasil. Não acredito em jornalistas que vaza notícias para avisar criminosos, do que se passará com eles em investigações ( falo de Andrea Michel), segundo o jornalista Paulo Henrique Amorim.   
Por fim não perco tempo em me informar por jornais brasileiros, não me interessa o que os donos deles querem que eu saiba. O que eles querem que eu saiba, invariavelmente não é verdade, é o desejo deles. Eles trabalham com notícias para todos e notícias para poucos. Eu vou sempre atrás das notícias que eles, falo dos donos do oligopólio midiático brasileiro, não quer que eu saiba. è  para poucos. Quanto custou o segredo do filho adulterino de FHC com a repórter da Globo Miriam Dutra?

Que se deixem manipular quem quizer . Venho mostrando manchetes golpistas  aqui através de fax-símile, manchetes produzidas desde os anos 50, até as palavras usadas nos editoriais, são iguais às de hoje, todas tem o mesmo viés: GOLPE
 Estas manchetes por si só, mostram como esta gente é criminosa, fascista, mentirosa e corrupta.
Não caio no canto da sereias dos Frias, mesquita, Civitta e marinho, confesso que já caí mas, acordei.
Para mim é muito mais producente intelectualmente falando,  debater na blogsfera,  do que perder tempo com Mirian PIG, Merval,  Noblablat,  Eurípedes Alcantra,(este um americanófilo defensor da ALCA)  Jabor, Magnoli o cara de cavalo e o diabo a 4.

OS DONOS DA IMPRENSA NATIVA, MANDA SEUS LACAIOS ESCONDEREM OS FEITOS DO GOVERNO LULA, DO MAIS SINGELO, AO MAIS GRANDIOSO!

Tenho certasa absoluta que todos voces sentiram falta de notícias mais eloquentes sobre o teleferico do alemão, que virou ponto turístico no Rio, da festa que o acolhedor povo carioca, ofereceu ao Lula, na praça da apoteose para o presidente Lula. O governante amado pelo seu povo é sistematicamente escondido dele, o povo.

 Mas hoje com a net a imprensa fascista com seus lacaios, penas de alugueres, pago a peso de ouro, escondem nós mostramos:
Pobre agora vai andar de bondinho, que horror!

Rico também vai sair lá de baixo, no asfalto e vai querer andar... De xereta!


O povão agradecido, sambando e cantando sambas de agradecimento ao presidente Lula, junto com Zeca Pagodinho, na praça da apoteose. O pessoal do  Leblon e do Cosme velho, disseram: Que horror!


Para desespero das redações UDENISTAS imprensa nativa, aquelas mesmas redações que tentaram um golpe em 54, outro, em 56, promoveram um em 64, e foram malogradas em outro em 2005, TRATA-SE DE UMA OBRA DO TÃO BAJULADO POR ELES, "PRIMEIRO MUNDO".

Só que pro povão viu ô golpistas, se vcs usarem é de xeretas.

MINISTRO HAGE, ESCULACHA A VEJA, DIZ QUE ELA NÃO ESTÁ NO BRASIL E DEMONTRA QUE O ANTROPÓLOGO DE HAVARD ESTÁ CERTO: A IMPRENSA NÃO INFORMA. AGRIDE, MANIPULA E SEDUZ SEUS LEITORES!

Ministro jorge hage da CGU, enquadra a revista vEJA!!!!!



Veja: má vontade e preconceito conduzem à cegueira


Resposta do ministro Jorge Hage a editorial de balanço da revista Veja:

Brasília, 27 de dezembro de 2010.

Sr. Editor,

Apesar de não surpreender a ninguém que haja acompanhado as edições da sua revista nos últimos anos, o número 52 do ano de 2010, dito de “Balanço dos 8 anos de Lula”, conseguiu superar-se como confirmação final da cegueira a que a má vontade e o preconceito acabam por conduzir.

Qualquer leitor que não tenha desembarcado diretamente de Marte na noite anterior haverá de perguntar-se “de que país a Veja está falando?”. E, se o leitor for um brasileiro e não integrar aquela ínfima minoria de 4% que avalia o Governo Lula como ruim ou péssimo, haverá de enxergar-se um completo idiota, pois pensava que o Governo Lula fora ótimo, bom ou regular. Se isso se aplica a todas as “matérias” e artigos da dita retrospectiva, quero deter-me especialmente às páginas não-numeradas e não-assinadas, sob o título “Fecham-se as cortinas, termina o espetáculo”. Ali, dentre outras raivosas adjetivações (e sem apontar quaisquer fatos, registre-se), o Governo Lula é apontado como “o mais corrupto da República”.

Será ele o mais corrupto porque foi o primeiro Governo da República que colocou a Polícia Federal no encalço dos corruptos, a ponto de ter suas operações criticadas por expor aquelas pessoas à execração pública? Ou por ser o primeiro que levou até governadores à cadeia, um deles, aliás, objeto de matéria nesta mesma edição de Veja, à página 81? Ou será por ser este o primeiro Governo que fortaleceu a Controladoria-Geral da União e deu-lhe liberdade para investigar as fraudes que ocorriam desde sempre, desbaratando esquemas mafiosos que operavam desde os anos 90, (como as Sanguessugas, os Vampiros, os Gafanhotos, os Gabirus e tantos mais), e, em parceria com a PF e o Ministério Público, propiciar os inquéritos e as ações judiciais que hoje já se contam pelos milhares? Ou por ter indicado para dirigir o Ministério Público Federal o nome escolhido em primeiro lugar pelos membros da categoria, de modo a dispor da mais ampla autonomia de atuação, inclusive contra o próprio Governo, quando fosse o caso? Ou já foram esquecidos os tempos do “Engavetador-Geral da República”?

Ou talvez tenha sido por haver criado um Sistema de Corregedorias que já expulsou do serviço público mais de 2.800 agentes públicos de todos os níveis, incluindo altos funcionários como procuradores federais e auditores fiscais, além de diretores e superintendentes de estatais (como os Correios e a Infraero). Ou talvez este seja o governo mais corrupto por haver aberto as contas públicas a toda a população, no Portal da Transparência, que exibe hoje as despesas realizadas até a noite de ontem, em tal nível de abertura que se tornou referência mundial reconhecida pela ONU, OCDE e demais organismos internacionais.

Poderia estender-me aqui indefinidamente, enumerando os avanços concretos verificados no enfrentamento da corrupção, que é tão antiga no Brasil quanto no resto do mundo, sendo que a diferença que marcou este governo foi o haver passado a investigá-la e revelá-la, ao invés de varrê-la para debaixo do tapete, como sempre se fez por aqui.

Peço a publicação.

Jorge Hage Sobrinho
Ministro-Chefe da Controladoria-Geral da União


http://blog.planalto.gov.br/veja-ma-vontade-e-preconceito-conduzem-a-cegueira/


segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A DIFERENÇA DE UM GOVERNO POPULAR, (DO POVO) E UM ELITISTA, É QUE O GOVERNO DO POVO INVESTE NO BEM ESTAR DO POVO!

DILMA ROUSSEF SURPREENDERÁ, ELA LUTOU PELO POVO, ELA FOI AVILTADA, POR DEFENDER O POVO, ELA É POVO, ELA É LULA!

PARA A DIREITONA BRAVA, ISTO QUE LULA FEZ, NÃO TEM A  MENOR IMPORTÂNCIA:

Você sabe quanto o Brasil inteiro gastou em 2002 em saneamento? Gastou R$ 262 milhões; estamos colocando num só bairro de Fortaleza o que foi colocado no Brasil inteiro naquele ano.

GOVERNO LULA SÓ INAUGUROU OBRAS E GEROU EMPREGOS. Ô VIAJANTE BÃO, CADA VIAGEM, UMA FÁBRICA, MILHARES DE EMPREGOS! PREPAREM-SE PARA VER DILMA, A MAIS PROUTIVA E MELHOR DIRIGENTE DO BRASIL!




CENAS QUE GOSTARÍAMOS DE VER NOS SOMBRIOS ANOS DE 95/2002:


Lula e Dilma plantaram investimentos e colhem empregos!


Ontem, dia 11, o presidente Lula esteve em Ipojuca, Pernambuco, visitando o Estaleiro Atlântico Sul (foto acima), que gera 9.000 empregos, dos quais 3.000 de metalúrgicos na construção de navios, e 6.000 nas obras de construção civil do próprio estaleiro. O número de empregos diretos (na construção de navios) deve se elevar para 5.000 em 2010.

Até muito pouco tempo atrás, a imprensa e a oposição dizia que o estaleiro seria virtual (só existiria no papel). Pois aí está o maior estaleiro do hemisfério sul.

Quem não se lembra, na campanha de 2002, quando o presidente Lula criticava a política de FHC/Serra de encomendar plataformas e navios da Petrobras no exterior? A indústria Naval estava praticamente dizimada, fechando empregos para engenheiros, técnicos e metalúrgicos.

Pois de 2003 para cá, a coisa mudou. A Petrobras passou a encomendar no Brasil.


Estratégia de Dilma Rousseff, a madrinha da indústria naval
No ano passado, a ministra Dilma Rousseff, ao lado do presidente Lula, em Ipojuca, durante cerimônia que deu início à execução do Programa de Modernização e Expansão da Frota, da Transpetro. Na ocasião, o Estaleiro Atlântico Sul iniciava suas atividades.


A ministra Dilma Rousseff foi fundamental para a retomada da Indústria Naval.

Foi com o trabalho dela, quando elaborou o PROMEF (Programa de Modernização e Expansão da Frota), da Transpetro (subsidiária da Petrobras), que viabilizou a construção de 49 navios por metalúrgicos, técnicos e engenheiros brasileiros.

Há um ano atrás, quando o Estaleiro Atlântico Sul iniciava suas atividades, o presidente da empresa, Paulo Haddad, lembrou que a ministra, desde quando comandava a pasta de Minas e Energia, teve visão estratégica em relação à indústria naval.

"Contamos com a visão estratégica da ministra, que é a madrinha da indústria naval. Nossa dindinha", disse.

Empregos

A maioria dos estaleiros, eram concentrados no Rio de Janeiro. Hoje a expansão da indústria naval alcança diversos estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, Ceára, Pará e Amazonas, além de Pernambuco, que não tinha tradição na indústria naval.





Para gerar os empregos para a própria região de Ipojuca e da região metropolitana de Recife, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) articulou um programa de qualificação profissional, denominado Plano Setorial de Qualificação.

Desde outubro de 2007, foram oferecidos cursos, com duração de 200 horas/aula, ministrados por equipes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), sob coordenação pela DRT (Delegacia Regional do Ministério do Trabalho). O governo do estado ficou responsável pelo cadastramento e organização dos beneficiários e as prefeituras encarregadas de fornecer merenda e transporte.

Além da formação específica para qualificar pedreiros, armadores, carpinteiros e soldadores para atender a demanda do estaleiro, os cursos reforçaram a escolaridade, visando à língua portuguesa, matemática e lógica.

Vendo o resultado, o presidente Lula afirmou:

“Quando tomei a decisão de trazer o Estaleiro para cá, muitos disseram que os empregos não ficariam no Estado, mas o que vejo aqui é o contrário. Fico emocionado ao ver aqui milhares de filhos de cortadores de cana, vindo das cidades da zona da mata, trabalhando na reconstrução da indústria naval brasileira”.




PADIM PADE ÇERRA E SEUS SUCESSORES SÃO "ÇOCIALISTAS" COM A IMPRENSA, RECURSOS DO ESTADO JORRAM AOS BORBOTÕES PARA A MÍDIA GORDA!

QUEM INOCENTEMENTE ACREDITA QUE A IMPRENSA É VERDADEIRA E ISENTA E QUE VIVEM SÓ DE ASSINATURAS, PUBLICIDADE E VENDAS NAS BANCAS, ANALISEM ESTES CONTRATOS COM GOVERNANTES AMIGOS.





Agora vcs fiquem sabendo porque na vEJA, na Folha da província de São Paulo, e no A província de São Paulo ( Estadão) São Paulo, Mg,  estados governado por tucanos neo liberais e entreguistas,  a mídia passa aos seus leitores que seus governadores sâo os Varões de Plutarco:




DO - 23/outubro/2007

15/1063/07/04 - Fundação Victor Civita - Assinatura da Revista Nova Escola destinada as escolas da rede Estadual de Ensino - Prazo: 300 dias - Valor: R$ 408.600,00 - Data de Assinatura: 27/09/2007. (Ver: Despacho da Diretora de Projetos Especiais, de 25/9/2007 - Declarando inexigível licitação ... eis que trata-se de renovação de 18.160 assinaturas, da Revista “Nova Escola” destinadas às Diretorias de Ensino, Oficinas Pedagógicas e Escolas da Rede...)

DO - 29/março/2008 (ver também: DO - 4/março/2008)
* 15/0134/08/04 – (já retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Panini Brasil – 90.000 unidades - Almanaque do Cascão, 90.000 unidades Almanaque da Mônica - Programa Ler e Escrever – 3/3/2008 - Prazo: 60 dias (retificado em 15/abril/2009) - Valor: R$ 561.600,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.
* 15/0135/08/04 – (já retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Panini Brasil Ltda - 9.000 Assinaturas Revista da Turma Mônica – Programa Ler e Escrever – Prazo: 365 dias - Valor: R$ 1.422.900,00 - Data de Assinatura: 19/03/2008
* 15/0181/08/04 - Editora Abril S/A - 3.000 assinaturas - Revista Recreio – ao Programa Ler e Escrever Prazo: 365 dias - Valor: R$ 1.071.000,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.
* 15/0182/08/04 – (já retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Editora Abril SA - 6.000 Assinaturas Revista Recreio - Programa Ler e Escrever – Editora Abril S/A -
Objeto: Programa Ler e Escrever - Prazo: 365 dias - Valor: R$ 2.142.000,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.

DO - 2/abril/2008

15/0180/08/04 – (já retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Ediouro Publicações de Passatempos e Multimídia Ltda - 126.000 Assinaturas Revista Coquetel Picolé (12 edições anuais) - Programa Ler e Escrever. DO - 2/abril/2008 - Prazo: 365 dias - Valor: R$ 1.738.800,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.

DO -14/maio/2008 - Termo de Aditamento nº 1 – Valor: R$ 153.262,80 - Data de assinatura: 13/05/2008. DO - 15/julho/2009 - Legislativo - graças ao aditamento o valor fica alterado para R$ 1.892.062,80.

DO- 23/abril/2008
15/0543/08/04 (anunciado em 4/abril/2008) - Editora Abril S/A - Aquisição de 415.000 exemplares do Guia do Estudante - atualidades Vestibular 2008, destinado a alunos da 3ª séries do Ensino Médio, incluindo a entrega às Diretorias de Ensino da Cogsp e Diretorias de Ensino da CEI. - Prazo: 30 dias - Valor: R$ 2.437.918,00 - Data de Assinatura: 15/04/2008.

DO - 29/maio/2008
15/0695/08/04 - Panini Brasil Ltda – 103.092 revistas avulsas, sendo 51.546 Almanaque do Cascão e 51.546 Almanaque da Mônica - aos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental, pertencentes a CEI - Coordenaria de Ensino do Interior - Programa Ler e Escrever. DO - 24/junho/2008 - Prazo: 60 dias - Valor: R$ 321.647,04 - Data de Assinatura: 17/06/2008.

DO- 12/agosto/2008
* 15/0670/08/04 - Editora Abril S/A – 5.155 assinaturas da Revista Recreio - 365 dias - Valor: R$ 1.840.335,00 - Data de Assinatura: 23/07/2008.
* 15/0694/08/04 - Panini Brasil Ltda - Aquisição de 5.155 Assinaturas de Revista Turma da Mônica – solicitação da CENP para alunos da 1º ano do ensino fundamental - 365 dias - Valor: R$ 815.005,50 - Data de Assinatura: 17/07/2008. VER: Despacho da Diretora de Projetos Especiais, de 4/julho/2008.

DO - 14/outubro/2008
15/1045/08/04 – Panini Brasil Ltda - Livros de Ficção e não ficção - Programa “Ler e Escrever”- Títulos diversos destinados a alunos da 2ª, 3ª e 4ª séries do Ciclo I da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 30 dias - Valor: R$ 47.946,30 - Data de Assinatura: 02/10/2008 (na mesma página, ver as compras para o mesmo projeto, outras editoras, sem especificações de títulos).

DO - 22/outubro/2008
15/1104/08/04 - Editora Abril S/A - Impressão, manuseio e acabamento de 2 edições do Guia do Estudante - Prazo: 45 dias - Valor: R$ 4.363.425,00 - Data de Assinatura: 08/09/2008. Ver: DO 20/agosto/2008 - Declarando inexigível... aquisição de 2 edições, nºs 7 e 8, do Guia do Estudante Atualidades Vestibular, sendo 430.000 exemplares cada a serem distribuídos às escolas da Rede Estadual para os alunos da 3º série do Ensino Médio, subsidiando o Projeto Apoio à Continuidade de Estudos, conforme solicitação da CENP - Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas a ser fornecido pela Editora Abril S/A fornecedora exclusiva...

DO - 25/outubro/2008
15/1165/08/04 - Fundação Victor Civita - Aquisição pela FDE, de 220.000 (duzentos e vinte mil) assinaturas da Revista Nova escola, com 10 (dez) edições anuais, para Unidades Escolares da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 300 dias - Valor: R$ 3.740.000,00 - Data de Assinatura: 01/10/2008. NOTA: O Tribunal de Contas de SP, em 24 de março de 2009, julgou a negociação perfeita. Votaram pela normalidade absoluta os seguintes Conselheiros do TC: Fulvio Julião Biazzi (Presidente e Relator), Renato Martins Costa e Robson Marinho. Ver: Questionamentos inúteis de Roberto Felício em Plenário, Requerimento de Informação Nº 285 – 2/outubro/2008.

DO - 11/fevereiro/2009
15/0063/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 430.000 exemplares do Guia do Estudante Atualidades Vestibular - Edição nº 08, e 20.000 exemplares da publicação Atualidades Revista do Professor, incluindo entrega às 3.530 unidades escolares e 91 Diretorias de Ensino da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 45 dias - Valor: R$ 2.498.838,00 - Data de Assinatura: 05/02/2009.

DO - 2/abril/2009
15/0147/09/04 - Panini Brasil Ltda. - Aquisição de 57.310 assinaturas da Revista Turma da Mônica que serão encaminhadas as Escolas da Rede Pública de Ensino, pertencentes a COGSP e a CEI - Prazo: 608 dias - Valor: R$ 14.277.067,20 - Data de Assinatura: 01/04/2009.

DO - 17/abril/2009
* 15/0146/09/04 - Panini Brasil Ltda - Aquisição de 34.938 assinaturas da Revista Turma da Mônica Jovem e aquisição de 279.504 unidades de números avulsos do nº 01 ao nº 08, da Revista Turma da Mônica Jovem que serão destinados às escolas da Rede Pública para classes de 3º séries e 3ª séries PIC e para classes da 4ª séries e 4ª séries PIC. - Prazo: 608 dias - Valor: R$ 4.373.538,84 - Data de Assinatura: 15/04/2009. Mudança de dotação orçamentária – DO 24/julho/2009 - Termo de Reti-Ratificação nº1 - ref. ao item 4.1., da Cláusula Quarta - da Dotação Orçamentária - Data de assinatura: 21/07/2009.
* 15/0148/09/04 - Panini Brasil Ltda - Aquisição de 195.749 unidades da Revista Almanaque do Cascão e 195.749 unidades da Revista Almanaque da Mônica - destinadas às escolas da Rede de Ensino do Estado de São Paulo - Prazo: 60 dias - Valor: R$ 1.291.943,40 - Data de Assinatura: 15/04/2009.
* 15/0149/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 25.702 assinaturas da Revista Recreio - destinadas às escolas da Rede de Ensino da COGSP e da CEI - Prazo: 608 dias - Valor: R$ 12.963.060,72 - Data de Assinatura: 09/04/2009.

DO - 24/abril/2009
15/0176/09/04 - Editora Globo S/A - Aquisição de assinatura da revista Galileu, sendo 2 exemplares por classe de 4ª série e para 4ª serie PIC – COGSP CEI - Prazo: 547 dias - Valor: R$ 1.918.722,96 – Data de Assinatura: 13/04/2009.

DO - 12/maio/2009
15/0200/09/04 - Empresa Folha da Manhã SA - Aquisição de 5.449 assinaturas de jornais (Folha de São Paulo), destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 2.704.883,60 - Data de Assinatura: 11/05/2009.

DO - 15/maio/2009
15/0199/09/04 - O Estado de São Paulo - Aquisição de 5.449 assinaturas de jornais, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 2.691.806,00 - Data de Assinatura: 14/05/2009.

DO - 19/maio/2009
15/0358/09/04 - Editora Brasil 21 Ltda - Aquisição de 5.449 assinaturas da Revista Isto É - 52 Edições, destinadas às escolas da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 1.260.898,00 - Data de Assinatura: 14/05/2009.

DO - 20/maio/2009
* 15/0355/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 5.449 assinaturas da Revista Veja, 51 Edições, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 1.167.175,80 - Data de Assinatura: 18/05/2009.
* 15/0185/09/04 - Ediouro Publicações de Passatempos e Multimídia Ltda - Aquisição de 132.244 assinaturas da Revista Coquetel Picolé - às escolas da Rede Pública aos alunos da 1ª série do Ensino Fundamental - Programa Ler e Escrever - Prazo: 609 dias - Valor: R$ 3.023.097,84 - Data de Assinatura: 18/05/2009.

DO - 21/maio/2009
15/0354/09/04 - Editora Globo S/A - Aquisição de 5.449 assinaturas da Revista Época, 52 Edições, destinado as escolas da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 1.190.061,60 - Data de Assinatura: 18/05/2009.

DO - 16/junho/2009
15/0238/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 540.000 exemplares do Guia do Estudante Atualidades Vestibular Edição nº 09 e 25.000 exemplares publicação Atualidades - Revista do Professor, incluindo a entrega às 3.530 unidades escolares e 91 Diretorias de Ensino da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 45 dias - Valor: R$ 3.143.120,00 - Data de Assinatura: 10/06/2009.

DO - 23/julho/2009 – ainda sem valores
* 15/0528/09/04 - Editora Abril S/A - aquisição de 2.259 assinaturas da Revista Recreio destinada às escolas da Rede de Ensino.
* 15/0529/09/04 – Ediouro Publicações de Passatempos e Multimídia Ltda - aquisição de 62.129 assinaturas da Revista Coquetel Picolé destinadas às escolas da Rede Estadual de Ensino.

DO - 6/agosto/2009
15/0502/09/04 (anunciado em 23/julho/2009) - Panini Brasil Ltda. - Aquisição de 11.295 assinaturas da Revista “Turma da Mônica” que serão encaminhadas às escolas da Rede Pública, sendo 05 exemplares por classe de 1ª série - CEI. - Prazo: 17 meses - Valor: R$ 2.344.842,00 - Data de Assinatura: 04/08/2009.

O UNIVERSO PARALELO DA IMPRENSA NATIVA, AMERICANÓFILA E FASCISTA,ELES ESTÃO EM OUTRO BRASIL.

O universo paralelo da mídia
Por celio mendes


 
Não é mais um caso simples de partidarismo, o jornalismo brasileiro da dita grande mídia simplesmente enlouqueceu, é como se existissem dois mundos, um narrado nos jornais e o outro que é o “deserto do real”, ao chegar a redação ou estúdio o empregado da grande mídia conecta um plug na nuca e faz uma imersão no mundo da fantasia, neste estranho mundo se o depoimento de uma funcionaria exonerada acusando uma ministra esta eivado de contradições não importa.

 Suas contradições foram apenas a matrix se reconfigurando, a única realidade aceitável é aquela que os arquitetos desenham em seus editoriais, mais eis que a agente Waldvogel traz três especialistas para uma entrevista pensando que eles também estão conectados à matrix, e para sua surpresa descobre que eles tomaram a pílula vermelha e vêem a realidade como ela é e não como a jornalista, plugada na matrix, a enxerga, não entende, tenta inutilmente conduzir as respostas dos convidados para o mundo que descreveu no prólogo do programa, porém o “deserto do real” é implacável e o desmonta a cada resposta dos entrevistados, desolada ela gagueja, interrompe os interlocutores tudo em vão, outros usuários plugados à matrix vão ter acesso a pílula vermelha, o estrago esta feito.

Comentário
O Célio matou a pau. No mundo empresarial, sindical, nas Universidades, organizações sociais, o país continua caminhando normalmente. Movimentos pela inovação, avanço de ONGs, discussão sobre novos modelos universitários. Quando se olha para os jornais, parece se estar em um daqueles filmes de ficção classe B de Hollywood, “A Mosca da Cabeça Branca”, “A Bolha Assassina”. Está se tornando uma curiosidade." NASSIF"

NO BRASIL DE LULA, NESTLE VENDE DE PORTA A PORTA, LULA SALVOU O CAPITALISMO BRASILEIRO: cRÉDITO E NOVA CLASSE DE CONSUMO.

Ao Padim Pade Çera e ao Farol, FHC, as batatas , ou seja o OCASO político.

No camarim para cumprimentar Roberto Carlos, encontrei Ivan Zurita, presidente da Nestlé e patrocinador do Rei.

. Ele me disse que a Nestlé descobriu que 82% dos alimentos no Brasil são consumidos pela base da pirâmide de renda, as classes “E”, “D” e “C”.

. E quem não vê isso não entende o que acontece hoje no Brasil: a expansão do meio, a ascensão dos que estavam mais baixo para posições mais altas, nas faixas de renda.

. Quem não vê isso não percebe que a desigualdade de renda no Brasil diminuiu mais acentuadamente no Governo Lula, como recentemente demonstrou o jornal O Globo, ao tratar, inadvertidamente, dos pobres.
. Sem querer, o Globo mostrou que a proporção de pobres aumentou no Governo do Farol de Alexandria.

. E diminuiu no Governo Lula.

. Clique aqui para ler

. Para voltar ao Zurita, na festa para homenagear o Rei:

. A Nestlé treinou e tem hoje 7.700 mulheres a vender, porta-a-porta, produtos da Nestlé no Nordeste.

. A Nestlé construiu uma monumental unidade fabril em Feira de Santana, na Bahia, para distribuir no Nordeste.

. Os produtos são mais baratos, no Nordeste.

. Os produtos, em si, são os mesmos.

. O que muda é o marketing, a estratégia de distribuição – enfim, o nordestino consome o mesmo produto e paga menos.

. Zurita calcula que a venda de produtos nos mercados de “baixa renda” – na periferia das grandes cidades, nas favelas – chegue hoje a R$ 1 bilhão, por ano.

. É essa base da pirâmide e a nova classe média que seguraram a economia brasileira na crise e a transformaram no que o Presidente Lula chamou de “marolinha”.

. O Farol de Alexandria – aquele que iluminava a Antiguidade e se dissolveu no terremoto -, FHC, na sua afanosa tarefa da “palestrante” – a US$ 50 mil cada -, depois de falar sobre a próstata –
http://www.paulohenriqueamorim.com.br/?p=16253o Farol agora entende de Recursos Humanos.

. O Estadão desta quinta feira, na pág. C4 Oportunidades – “Oportunidades” (êpa ! êpa !) – mostra que o Farol foi palestrar num seminário da Associação Nacional de Recursos Humanos.

. O Farol, outrora chamado de “O Príncipe dos Sociólogos”, diz a seguinte preciosidade:

“As grandes revoluções aconteceram silenciosamente (como as Revolução Francesa e a Soviética … PHA). As pessoas não percebem o mundo em que vivem.”

. De fato, o Farol e o Zé Pedágio não se deram conta desses consumidores que o Zurita descobriu.

. E vão amargar mais quatro anos no ostracismo …

Paulo Henrique Amorim

domingo, 26 de dezembro de 2010

A MÍDIA BRASILEIRA BOICOTA E MENTE SOBRE O GOVERNO LULA!


MARIO SOARES EX PRESIDENTE DE PORTUGAL.



DE MARIO SOARES EX PRESIDENTE DE PORTUGAL EM VIAGENS PELO BRASIL, CURIOSO SOBRE OS QUE JORNAIS FALAVAM SOBRE O BRASIL, QUANDO OS LIA EM PORTUGAL. COMPROVOU E DISSE COM OUTRAS PALAVRAS, MAS DISSE: OS JORNAIS VIVEM EM OUTRO MUNDO, UM UNIVERSO PARALELO






“Quem ler os jornais, cheios de ‘faits divers’ e de escândalos e seguir as televisões, parece que o Brasil está à beira de um colapso. Casos de corrupção, de violência nas cadeias e nas favelas, insegurança generalizada.

Ora, não é assim. O Brasil está hoje ‘na maior’, para usar uma expressão bem brasileira.

A inflação é baixa e está totalmente controlada. O emprego tem subido espetacularmente. A pobreza extrema diminuiu sensivelmente. O Brasil pagou as suas dívidas externas e dispensou os auxílios do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional. O real tem uma cotação próxima do dólar. As exportações aumentaram 162 bilhões de dólares nos últimos 12 meses (o maior valor histórico). As reservas internacionais subiram a 162,9 bilhões nos últimos doze meses. Os investimentos externos no Brasil crescem há 14 trimestres consecutivos.

Não quero maçar os leitores com os números. Direi tão só que a qualidade de vida dos brasileiros tem vindo a aumentar significativamente. Há um aumento de renda que permite aos mais pobres comprarem frigoríficos, máquinas de lavar, televisões, etc. A agricultura cresceu. Os programas "bolsa de família" e "luz para todos" têm sido um êxito reconhecido.

E os brasileiros estão francamente otimistas quanto ao futuro, como revelou uma sondagem muito completa divulgada quando eu estava no Brasil.

Lula aparece no auge da sua popularidade. Como dizem os brasileiros, com uma expressão característica: "o Brasil está a dar certo"!

Não é só um "país emergente". Tornou-se, realmente, numa grande potência. O que representa um enorme orgulho para Portugal e um parceiro insubstituível. Longe vão os tempos em que, com Stefan Zweig, se escrevia: "Brasil, país de futuro". Hoje é uma incontornável realidade!”

O PIG BRASILEIRO, PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA É INTRAGÁVEL. NINGUÉM AGUENTA MAIS LER E OUVIR MIRIAM LEITÃO E O DIABO!

O jornalismo tem uma coisa a seu favor. Ao nos oferecer a opinião dos deseducados, ele mantém-nos em dia com a ignorância da comunidade".
Oscar Wilde(1854-1900)

FHC VENDEU A SOBERANIA DO BRASIL. ELE ERA UM VIRA LATAS QUE NUNCA SE PREOUCUPOU COM A SEGURANÇA DA NAÇÃO BRASILEIRA!




FHC VENDEU SOBERANIA DO BRASIL

O Brasil já teve um satélite geoestacionário, mas perdeu o controle sobre ele após a privatização da Embratel, no governo FHC. Hoje, o país aluga satélites, inclusive para as comunicações militares.

A ELITE, PRINCIPALMENTE A SEPARATISTA, DE SÃO PAULO, FIZERAM HUMORISMO COM A QUESTÃO DE IMPOSTOS PARA DEMONIZAR O GOVERNO LULA!






o “impostômetro” de uma associação empresarial – e humorista de televisão se fingindo de frentista de posto para vender gasolina mais barata, “sem imposto”. Algo que os patrocinadores dessas ações querem de verdade, mas tentam ocultar, é a diminuição dos investimentos do Estado em programas sociais ou em políticas de transferência de renda como o Bolsa Família.
Essa conclusão salta aos olhos diante de um levantamento divulgado recentemente pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Alguns de seus dados contrariam abertamente a mais comum das críticas, a de que o governo federal tem aumentado seus gastos com a folha de pagamento ou com o “inchaço” da máquina.

Em 2002, último ano de FHC, o governo federal gastava 4,8% do PIB (Produto Interno Bruto) com pagamento de pessoal. Em março de 2010, depois da “gastança”, do “aparelhamento” e outras imprudências atribuídas ao governo Lula, a folha de pagamento dos servidores consome… 4,8% do PIB. Houve, sim, aumentos salariais e contratações, essenciais para o processo de recomposição do Estado, mas dentro de uma lógica de acompanhamento da arrecadação e do crescimento da economia. Aliás, esses investimentos também funcionam como motivadores do crescimento econômico.


Para esses analistas, quando o Estado aplica recursos em programas e projetos para combater a fome, a miséria e diminuir as desigualdades sociais existentes, isso é de política assistencialista. Mas quando o estado fortalece os bancos públicos, garantindo recursos para os investimentos privados a juros subsidiados por toda a sociedade, aí eles aplaudem.
LEGAL NÃO? ESTES NEO LIBERAIS... QUER DIZER QUANDO DINHEIRO DE IMPOSTOS VOLTAM PRÁ ELES, É UM LUXO SÓ! MAS QUANDO É PARA FORMALIZAR UMA EQUITATIVIDADE SOCIAL, NECA DE PITIBIRIBAS!!!!

sábado, 25 de dezembro de 2010

DO PERIGO DO QUE PODERIA ACONTECER AO BRASIL A VITÓRIA DE DILMA NOS LIVROU, DO VIRA LATISMO DE NOSSA EX ELITE E PRINCIPALMENTE DO VIRA LATA PSDB!

Por 'complexo de vira-lata' entendo eu a inferioridade em que o brasileiro( PSDB, A MÍDIA NATIVA, A ELITE SEPARATISTA PAULISTA, GRIFO MEU, ROSKOLNIKOFI)  se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo.
NELSON  RODRIGUES.


Ainda segundo Rodrigues,

o brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a auto-estima.[2]


o brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a auto-estima. A TURMA DO AMERICANÓFILOS DO PSDB. GRIFO MEU.
Mas  isto acabou no governo lula e consolidará seu final no governo Dilma, vira latas nunca mais.

Professor Emir Sader:O Brasil submisso dos tucanos.

“O Brasil tem um papel adequado ao seu tamanho. O Brasil não pode querer ser mais do que é, mesmo porque tem uma série de limitações, a principal das quais é o seu déficit social.” A afirmação é do Ministro de Relações Exteriores do governo FHC, Luiz Felipe Lampreia,
e dá bem idéia da imagem e do tamanho que eles queriam que o Brasil tivesse para sempre.
Sobre a Área de Livre Comércio das América (ALCA), Lampreia disse: “Nós estamos tendo uma posição muito aberta, estamos dispostos a conversar. Os nossos interesses são claríssimos, mas não adianta brigarmos por isto antes da hora. É um assunto em que é preciso que o maior jogador, que são os Estados Unidos, se defina primeiro."
Maior subserviência não poderia haver.Para eles, “O Brasil não deveria ser mais do que é”. Considera que temos um destino a que devemos corresponder – assim como o “destino manifesto” que os EUA se reivindicam é o de dominar o mundo, o nosso seria o de ser subservientes à dominação deles. Deveríamos estar onde nos colocaram, onde sempre estivemos, estavam contentes e conformados com o papel que os EUA nos reservavam – aliados privilegiado, incondicional, subserviente.


Desse “destino” a política internacional do governo Lula nos livrou,

projetando-nos como potência soberana e orgulhosa do novo destino que constrói, junto com os países latinoamericanos e do Sul do mundo. O Brasil – e os países do Sul do mundo – podem , querem e estão sendo mais do sempre foram, soberanos, emergentes, solidários e rebeldes ao domínio das grandes potencias coloniais e imperialistas.

P.ior S.alário D.o B.rasil, PSDB, ESTA CONFRARIA QUE SE DIZ PARTIDO NÃO PODE ACABAR COM O BRASIL, SÓ COM SÃO PAULO!

Dizem que eles, ( o oligopólio midiático) ordenaram que seus cães amestrados e penas de alugueres, não dêm mais voz ao cavalo manco do Zé Cerra, o  neocon , o neo liberal da vez e candidato das 8 famílias, donas de todos o meios de comunicação do Brasil, é o garoto do Rio o Aécio, neocon e tucano liberal de quatro costados e altas plumagens. 

Tudo farinha do mesmo saco. A  possibilidade de que Aécio tenha mais chance em 2014 é que faz a diferença. Para eles! porque para o povo não faz diferença nenhuma. Vai dar Dilma.

Maurício o desenhista da Mõnica já sabia em que o PSDB gostaria de transfomar o Brasil:

Para o povo, numa praça de pedágio continental. Para os americanos num quintal, (dos americanos).
Vai se F... Ô PSDB!



A OPOSIÇÃO AO GOVERNO LULA/DILMA FICARÁ 20 ANOS NO SERENO, ELA( Dilma) SE REELEGERÁ, LULA VOLTARÁ!

O  governo da grande gestora, nossa(do povo) companheira Dilma Roussef,  grande política e que está a 6 anos  gestando a condução das construções das  maiores obras de infra estrutura do mundo e que se encontram no Brasil, se reelegerá. As condições que ela receberá o Brasil são excepcionais, por obra e participação dela. Portanto  ela deverá fazer um governo, excepcional em relação ao do Lula que já foi uma monstruosidade, imaginem de que tipos de resultados estamos falando,  coisas superlativas, portanto, pode vir PIG e Aécio e o escambau em 2014, ela vai novamente liquidar a fatura. à oposição virulenta que está aí, que quer o Brasil em um tempo medievoso e trevoso, só restará, esperar no sereno nisto aí abaixo, sereno e chuva.






A direita tem um projeto político e econômico para o Brasil que não pode apresentar ao povo brasileiros. Porque é um projeto para ela e para seus aliados internacionais.

Temos uma direita tão desatualizada ou servil que ainda não compreendeu que esse projeto fracassou mundialmente: o neoliberalismo.

Como retomar as privatizações e em seguida financiar os grandes grupos econômicos internacionais beneficiados?

Como anunciar o congelamento dos salários dos servidores públicos? Um salário mínimo menor, assim como a eliminação dos direitos sociais dos trabalhadores, através de uma tal reforma trabalhista?

Como anunciar suas estratégias de repressão ao movimento dos trabalhadores organizados no MST? Como anuncair uma política de dependência ao FMI e dos banqueiros internacionais e nacionais?

Como retomar uma política de sucateamento das Universidades públicas e congelar os salários dos professores? Não, a direita ancorada numa elite tacanha e bizonha não tem estofo maral e intelctual para conduzir este país a um patamar de nação independente, soberana, capaz de competir num cenário internacional com as grandes potências mundial.

Daí porque ela tergiversa.

MAS AFINAL O QUE É UM TUCANO, EM TERMOS DE ORNITOLOGIA, SABEMOS EXISTIREM CERCA DE 48 ESPÉCIES, NO EXERCÍCIO DA POLÍTICA, QUIÇÁ MIL CARAS(ESPÉCIES)

Mas afinal o que é um tucano?Professor Emir Sader:

Avis rara, animal político com grave risco de extinção, o tucano se diferencia dos outros animais. Identifiquemos suas características, antes que seja tarde demais:

O tucano tem certeza que tem razão em tudo o que diz e faz.

O tucano lê a Folha de São Paulo cedinho e acredita em tudo o que lê.

O tucano nunca foi à América Latina, considera o continente uma área pré-capitalista e, portanto, pré-civilizatória.

O tucano considera a Bolívia uma espécie de aldeia de xavantes e a Venezuela uma Albânia.

O tucano nunca foi a Cuba, mas achou horrível.

O tucano foi a Buenos Aires (fazer compras com a patroa), mas considera a Argentina uma província européia.

O tucano considera FHC merecedor de Prêmios Nobel – da Paz, de Literatura, de física, de química, quaisquer.

O tucano considera o povo muito ingrato, ao não reconhecer o bem que os tucanos – com FHC à cabeça - fizeram e fazem pelo país.


A cada derrota acachapante, o tucano volta à carga da mesma maneira: ele tinha razão, o povo é que não o entendeu.

O tucano acha o povo malcheiroso.

O tucano considera que São Paulo (em particular os Jardins paulistanos) o auge da civilização, de onde deve se estender para as mais remotas regiões do país, para que o Brasil possa um dia ser considerado livre da barbárie.

O tucano mora nos Jardins ou ambiciona um dia morar lá.

O tucano é branco ou se considera branco.

O tucano compra Veja, mas não lê. (Ele já leu a Folha).

O tucano tem esperança de retomar o movimento Cansei!

O tucano tem saudades de 1932.

O tucano venera Washington Luis e odeia Getúlio Vargas.

O tucano só vai a cinema de shopping.

O tucano só vai a shopping.

O tucano freqüenta a Daslu, mesmo que seja por solidariedade às injustiças sofridas em função da ação da Justiça petista.

O tucano nem pronuncia o nome do Lula: fala Ele.

O tucano conhece o Nordeste pelas novelas da Globo.

O tucano dorme assistindo o programa do Jô.

O tucano acorda assistindo o Bom dia Brasil.

O tucano acha o Galvão Bueno a cara e a voz do Brasil.

O tucano recorta todos os artigos da página 2 da Folha para ler depois.

O tucano acha o Serra o melhor administrador do mundo.

O tucano acha Alckmin encantador.

O tucano tem ódio de Lula porque tem ódio do Brasil.

O tucano sempre acha que mereceria ter triunfado.

O tucano é mal humorado, nunca sorri e quando sorri – como diz The Economist sobre o candidato tucano - é assustador.

O tucano não tem espírito de humor. Também não tem motivos para achar graças das coisas. É um amargurado com o mundo e com as pessoas pelo que queria que o mundo fosse e não é.

O tucano considera a Barão de Limeira sua Meca.

O tucano acha o povo brasileiro preguiçoso. Acha que há milhões de “inimpregáveis” no Brasil.

O tucano acha a globalização “o novo Renascimento da humanidade”.

O tucano se acha.

O tucano pertence a uma minoria que acha que pode falar em nome da maioria.

O tucano é um corvo disfarçado de tucano
.


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

PEDIDO ATRASADO!!! NATAL DO LULA 2010 É O MAIOR NATAL DE TODOS OS TEMPOS!!!!!

Caríssimo senhor Daniel.

Acredito que enviar um pedido feito pela net 14 dias após recebê-lo é uma situação atípica.

Por outro, sei que a culpa não é apenas de vossa empresa. Comprei uma bike , de vossa empresa movido por um sonho de criança, quando via o meu vizinho passar com uma Gullivete e pesquisando na net sobre este motorciclo dos anos 50 e 60 cheguei à publicidade de seus produtos.

Li o manual de instrução e fiquei impresionadísimo, lógico que comprei na hora devido a certeza que tive de estar diante do que gostaria de ter tido na minha adolescência.

É exatamente aí que eu quero chegar.

Comprei também um carro  que  só será entregue no dia 28 do 12, 45 dias após tê-lo pedido.

Eles alegaram que não tinham previsto a quantidade de pedidos que tiveram, afinal são japoneses e operam muito na europa e a coisa por lá não tá sopa, como dizia o Noel.

Pois aqui no Brasil a coisa tá mais do que sopa, a ponto de os fabricantes não terem como atender pedidos em dia ou razoavelmente em dia.

Eu como um membro da classe média, com curso superior, feito em universidade pública, de graça e que na minha época só estudavam os "bem de vida" como eu e  como também sou um INFORMADO  leitor de O Globo, Veja, Folha de São Paulo e o Estado de São Paulo, tenho a SOLUÇÂO, para o problema de vossa empresa e da montadora japonesa:

Vamos tirar imediatamente este NORDESTINO, ANALFABETO, ESCROQUE, LADRÃO, BÊBADO, ESTRUPADOR, DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL e TAMBÉM  EVITAR QUE A MULHER QUE ELE ELEGEU, ESTA GUERRILHEIRA, MATADORA DE CRIANCINHAS, BANDIDA, ASSALTANTE DE BANCOS ,  ASSASSINA e ATÉIA, TOME POSSE.

Vamos colocar um paulista, educado, professor em faculdades centenárias do exterior como SORBONE, pessoas finas, moradoras do Higienópolis, SP capital, principalmente se for na rua Rio de Janeiro, e que têm também apartamento na FOCH AVENUE em Paris, e a solução estará dada.

Vamos voltar aos bons e saudosos anos de 1998, 1999, 2000, 2001 e 2002, os anos dourados de FHC, o Farol de Alenxandria, o que  jogava luzes na antiguidade.

Aí sim, a coisa anda. Vamos dar uma estagnada nesta economia. Vamos fazer esta pobraiada voltar ao seu devido lugar, parar com este negócio de querer lotar as salas de aula de nossas universidades, destes afro brasileiros querem de uma hora para a outra tornarem-se doutores, sobrecarregando nossos mestres, digníssimos brancos de olhos azuis, desperdiçando o precioso tempo deles com quem não tem capacidade de aprender.

Fazer de nossos aeroportos verdadeiras rodoviárias, imaginem só, atrapalhando nossas viagens que outrora eram traquilas.

Tem  mais,  não estamos nem conseguindo comprar nossos artigos de "primeira nescessidade" em paz, como bicicletas elétricas, com motores, nossos carros japoneses em paz pois "eles" também por  culpa deste "governo espúrio!" agora tem acesso ao crédito e ao dindim para comprar os "nossos produtos".

Até hoje eu não entendo como este bêbado deste peão, analfabeto, metalúrgico bobão, que nunca entrou na  faculdade de economia da USP e nem na FGV, descobriu que o capitalismo se constitui de unidade monetária fracionária, crédito e dívidas, lógico que dívidas consciente.

Pois não é que o gajo expandiu o crédito que na época do Farol de Alexandria, era de 483 bilhões de Reais, para 1 trilhão e 683 bilhões de Reais! Hoje só um banco estatal, como A CEF, empresta mais de 600 bilhões de reais, duplo erro, pois o governo ter bancos é contra os ensinamentos dos nossos mestres os AMERICANOS, que os paulistas sempre seguiram e estavam preparados para entregar para eles, os AMERICANOS, NOSSAS ESTATAIS, COMO ESTA PETROSSAURUS,  mas como sabemos,  infelizmente o GRANDE E BOM HOMEM DA NAÇÂO o nosso PADIM PADE CERRA, AMÉM QUE JISUIS O ABENÇÔE, injustamente  perdeu a eleição à presidência.

PORTANTO VAMOS CONCLAMAR A TODOS OS HOMENS BONS E BRANCOS DA NAÇÃO, UM PAULISTA NA PRESIDÊNCIA DJÁ!

Cordiais saudações!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

AS ECLUSAS DE TUCURUI, FAZEM PARTE DE GRANDES OBRAS DO GOVERNO LULA, QUE A IMPRENSA MENTIROSA E TENDENCIOSA OMITE.

Alguém de vcs, poderiam falar, escrever, sobre uma grande obra à época do governo de terra arrasada do entreguista FHD ( d de doar)? Alguém se lembra de uma obra em infra estrutura, uma refinaria, uma grande ponte, um grande hospital? Um grande programa de assistência social? Enfim do que se  lembram? Uma hidrelétrica?

Pois eu só me lembro de quebradeira, maxi desvalorização cambial, terra arrasada, moeda apreciada, causando um grande estelionato eleitoral, já que logo após as eleições vei a maxi desvalorização. Apagão elétrico causando bilhões de prejuízo e falta de crescimento do PIB nacional. Proer, financiando não aos bancos, mas, aos banqueiros, salvando suas fortunas.

Pois aí abaixo publico  fotos que a mídia gorda esconde sobre as grandes obras do governo Lula. Trata-se das eclusas de Tucuruí, obra do porte do canal do Panamá, que até meados do século passado era uma das maiores obras de engenharia mundial.

Estas eclusas possibilitará a navegaçaõ em uma hidrovia de 2000 km, em que cada balsa navegando levará a em toneladas de carga o equivalente a 70 carretas, retirará das estradas do centro oeste até o porto do Pará o equivalente a 1500 caminhões por dia. transportando de forma rápida e barata  as riquezas da região.
Observe abaixo e veja o que a imprensa corrupta esconde:






segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

WIKILEAKS MOSTROU QUE LIBERDADE DE IMPRENSA É UM PAPÃO FURADO! É CONVERSA PRÁ BOI DORMIR, SÓ IDIOTAS ACREDITAM NESTA BABAQUICE, SE NÃO FOSSE UM REPUBLICANO NA CASA BRANCA, NUNCA TERÍAMOS UM WATERGATE! O WASHINGTON POST É DOS DEMOCRATAS E NIXON ERA UM REPUBLICANO.

LIBERDADE DE IMPRENSA É PAPO FURRECO!

ASSANGE

COMO É OS USA QUE O PERSEGUE NINGUÉM FALA, OU PUBLICA NADA SOBRE CERCEAMENTO DE LIBERDADE, CENSURA. ATENTADO À LIBERDADE "DE IMPRENSA". E AGORA O QUE É O TAL ATENTADO "À LIBERDADE DA IMPRENSA"  DE QUE O BARONATO DA MÍDIA TANTO SE DEFENDE? PORQUE NINGUÉM ACUSA OS USA DE DITADORES, CERCEADORES DA LIBERDADE?



O Controle social da mídia existe a muito tempo. Ela é exercida pelo oligopólio midiático, ou seja pelos donos da mídia, no Brasil e no Mundo. O Wikileaks desnudou a vestimenta da mentira da mídia nativa e mundial.  No Brasil da mídia associada à SIP(SOCIEADE INTERAMERICANA DE IMPRENSA,uma cambada de mafiosos), notadamente americanófila, subalterna à ONGs como a tal de NED, americana, que recebe dinheiro da CIA, que é repassada por fundações tal como a fundação Ford, informam, desinformam, omitem. manipulam, como for o desejo da grande nação do Norte, falo dos USA. Imaginem se Julian Assange, estivesse sendo perseguido por governos (que nunca fariam isto) como Evo,Correa, Chaves, Mujica, Lugo e outros.

Seria uma grita total a favor da tal liberdade da imprensa.  Mas cadê a grita? Nada, nadica de nada!  O Império não quer que o povo saiba o que realmente está acontecendo. Mas nós hoje sabemos. A diplomacia americana é executada através de informações de órgãos midiáticos pertencentes a famílias elitistas e parceira dos americanos de longa data. A  diplomacia americana é feita apartir de fofocas, futricas, mentiras e o diabo a quatro. CORJA. E estes idiotas acharam que iria tomar o pré sal do povo brasileiro, através do Padim Pade Çerra, que jamais ganharia do LULA ou através de um ministro X9, falo do JONHBIM, ou seja,  ministro Jobim. O  serrista. Never TIO SAM !


Quem acredita nestata joça de liberdade de imprensa, ou, que a imprensa americana é um primor de liberdade leia  o texto abaixo e lembre-se: “jornalismo é o que eu não publico, o resto é publicidade.” Orson Welles, cineasta americano.  Do filme Cidadão Kane.

QUER EXPLICAÇÕES?

TOMA:




Clinton. Bill Keller, editor-chefe do New York Times, teve estômago para escrever que: “Concordamos de todo o coração com a ideia de que a transparência não é bem absoluto. A liberdade de imprensa inclui a liberdade de não publicar, e essa é uma liberdade que exercemos com alguma regularidade”. Keller, considerado jornalista, na prática só deseja não ter de publicar coisa alguma que tenha a ver com “cablegate”. Já disse, com todas as letras, que, para o New York Times, é função da imprensa zelar pelos segredos do governo.
Nos remotos tempos dos sovietes havia o Pravda; agora, o Pravda mora em Nova Iorque e é escrito em inglês [4]. E, cereja do bolo, temos o governo de Barack Obama, Prêmio Nobel da Paz, que lançou todos os cães de uma blitzkrieg extrajudicial contra WikiLeaks. O fato de que WikiLeaks não feriu nenhuma lei norte-americana é, claro, irrelevante. O imperador carece desesperadamente exibir um exemplo: vejam o que acontece com quem desafia o desejo do imperador. Mas não se pode dizer que a estratégia do Departamento de Justiça dos EUA incorpore exatamente o imperativo categórico de Kant. Tentarão de tudo, possível e impossível, para obrigar Manning a depor contra Assange –, para, depois, acusarem Assange de crime de conspiração no “cablegate” e nos vazamentos de arquivos do Iraque e do Afeganistão.
RESUMO: o governo Obama obra para criminalizar o jornalismo investigativo. Criminalizar o bom jornalismo. Ponto. O professor de Direito de Yale Jack Balkin já disse que “a teoria da conspiração também ameaça os jornalistas tradicionais”. E tudo isso, por aplicação de uma lógica tortuosa digna da era Bush: “OK, fazemos um acordo com o americano imbecil que vazou aquela merda. Depois pegamos o estrangeiro imbecil que pôs aquela merda na internet”. O governo dos EUA prepara-se para meter WikiLeaks na câmara de tortura. Começarão com a tortura do semiafogamento. Todos estamos ameaçados de morte.

domingo, 19 de dezembro de 2010

os imbecís não Vêm, cadê aqueles idiotas que lêm jornais para saberem disto?

83%

quatro de cada cinco brasileiros consideram o governo Lula ótimo ou bom. O presidente tem aprovação de 83% da sociedade. (Datafolha; 19-12)

BAND-AID EDITORIAL
Folha faz caderno especial em que reconhece avanços econômicos e sociais do ciclo Lula. Faltou explicar por que escondeu isso do leitor durante oito anos. (Carta Maior, 19-12)

A GRANDE MENTIRA
  "...Durante os 30 anos neoliberais aprendíamos que o Estado era a fonte de todos os males; que o setor privado estava sempre equilibrado porque era coordenado pelo mercado, enquanto que o Estado - regido pela política - era objeto do populismo econômico...Além de antidemocrática, a

FECHO
Ciclo Lula encerra com um PIB crescendo o dobro do de 2002 para uma inflação 50%  menor e uma taxa de desemprego  que é a metade da observada então: 5,7% contra 11,7%, respectivamente, segundo o IBGE (Carta Maior;17-12)




tese era falsa, porque as crises financeiras demonstraram através dos tempos que o mercado jamais foi capaz de controlar o comportamento especulativo dos agentes privados....O que não estava claro era que os grandes deficit financeiros do Estado eram devidos ao setor privado, não ao populismo dos políticos....Este fato tornou-se patente em relação aos grandes países ricos na crise financeira global de 2008.Na maioria dos casos os governos estavam com suas contas equilibradas...Quando a crise arrebentou, apenas o Estado tinha condições de socorrer o setor privado. Foi o que fez; em consequência, seu deficit público e sua dívida pública explodiram...." (Luiz Carlos Bresser Pereira; Folha, 19-12)
(Carta Maior; Domingo; 19/12/2010)

sábado, 18 de dezembro de 2010

HINO DO PIG EM RITMO DE TICO TICO NO FUBÁ!

P I G PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA!!

Hino do PIG ( RITMO DE TICO TICO NO FUBÁ)Eu manipulo cá, eu manipulo lá / Eu manipulo pro governo derrubar / O Lula cai aqui, o Hugo Chávez lá / E a minha grana corrigida vai voltar // Aí omito aqui, aí aumento lá / Distorço tudo pra melhor manipular / O Lula cai aqui, Evo Morales lá / E essa raça vai voltar pro seu lugar



NO GOVERNO DO FAROL(FHC) O FBI COMPROU A PF E O PIG, PARA DEFENDER INTERESSES DOS AMERICANOS! POSITIVO E OPERANTE, FHC E SERRA ERAM E SÃO ENTREGUISTAS!


Como reagiria a opinião pública de uma nação soberana se tomasse conhecimento, por meio de conceituada publicação jornalística, que sua Polícia Federal foi comprada por serviços de inteligência de um país estrangeiro?


 Que as instituições republicanas são inteiramente controladas por redes de espionagem, e setores expressivos da imprensa local cooptados para produzir uma imagem favorável aos interesses da potência controladora?

 Seria impossível conter o terremoto político advindo de tais revelações, salvo se um isolamento acústico fosse imediatamente construído por aqueles que elaboram a agenda da opinião pública.

E é nesse ponto, no silêncio consensual do complexo midiático, que reside a atualidade deste pequeno artigo.

O antigo silêncio dos influenciáveis

Qual a lógica que explica o silêncio de "formadores de opinião" sobre determinados temas e um entusiasmo frenético sobre outros? Uma denúncia feita pela revista Carta Capital, em 2004, e o silêncio com que foi recebida pela maioria dos meios de comunicação, pode ajudar a responder essa pergunta.

Gilson Caroni Filho



Qual terá sido o motivo do silêncio reinante nas redações dos principais jornais e revistas do eixo Rio-São Paulo quando o assunto é a ingerência imperialista na política brasileira?

Há nove anos, Carta Capital sistematicamente denuncia o aparelhamento do Estado por agências americanas.

 Para ser mais preciso, vem historiando um processo que se inicia em 12/4/1995, quando é assinado o Acordo para Combate ao Narcotráfico, e se estende aos dias de hoje, com a DEA efetuando pagamentos a policiais brasileiros.

Na edição de 3/3/1999, a revista já apresentava a CIA controlando o antigo Centro de Dados Operacionais (CDO). À época, Fernando Henrique Cardoso teve grampeada uma conversa com o então chefe do Cerimonial da Presidência da República, embaixador Júlio César Gomes dos Santos.

A que devemos o silêncio dos "influenciáveis?" Traria a matéria denúncias graves sem a verificação adequada?


 Ausência de fundamentação empírica que indicasse sensacionalismo ingênuo ou petição conspiracionista? Não, CartaCapital tem feito um belo trabalho investigativo. Na edição de 2004, à riqueza de detalhes somam-se fotos que documentam a desenvoltura de Carlos Costa nos salões do poder.

Seria conseqüência da lógica concorrencial das empresas jornalísticas, ignorar os fatos noticiados por veículos rivais? Ante a magnitude do assunto, era pouco plausível uma argumentação de cunho puramente mercantil. O mais sensato seria aprofundar a matéria, focalizando atores políticos relevantes, diretamente envolvidos na questão, tais como militares e estrategistas.

Estaríamos, então, nos deparando com um fenômeno hierárquico presente no interior do campo jornalístico? A existência de um veículo, e apenas um, que pautaria os demais?


 A história recente da imprensa brasileira impossibilita tal conjectura. Diferentes publicações puxaram o fio da meada de assuntos relevantes e foram seguidas pelas demais. Basta lembrar que o impeachment de Collor começou nas páginas da revista Veja e os principais escândalos do governo FHC foram inicialmente noticiados pela Folha de S.Paulo.

Talvez o desdobramento mais importante da matéria de capa da revista dirigida por Mino Carta tenha sido a ausência de desdobramentos. O silêncio gritante do resto da mídia realçou ainda mais as palavras do agente Carlos Costa, quando define a ação dos serviços secretos sobre os seus diletos profissionais de redação: "Influenciar é mudar o pensamento contrário aos nossos interesses".

Talvez isso nos ajude a entender o arrazoado de certos colunistas em defesa da CPI da Petrobrás, talvez compreendamos com mais facilidade os princípios que norteiam articulistas zelosos na defesa da política externa que privilegiava os objetivos de grandes conglomerados.

Reportagem de capa da edição de Carta Capital, com data de 19/3/2004 ,trouxe à tona um personagem que poderia ter saído das páginas de qualquer romance de John Le Carré. Versão tão patética quanto real do "espião que sabia demais", o português naturalizado americano Carlos Costa chefiou o FBI no Brasil de 1999 a outubro de 2003. Na época, em entrevista ao jornalista Bob Fernandes, ele foi categórico:

"Os Estados Unidos compraram a Polícia Federal. Há um antigo ditado, e ele é real: quem paga dá as ordens, mesmo que indiretamente".

Não descartando a possibilidade de alguma agência americana ter grampeado o Palácio da Alvorada e o Itamaraty, Costa disse que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), ao pedir equipamentos e recursos ao mundo todo, "se prostitui".

Não menos contundente foi sua afirmação segundo a qual uma das mais importantes funções da embaixada americana no país era manipular a imprensa brasileira. Usando, eufemisticamente o verbo influenciar, o ex-agente não poderia ter sido mais claro:

"Detectamos jornalistas que sejam pró-América e os convidamos a ir aos Estados Unidos com todas as despesas pagas. Essa não era minha área, mas começa assim. Influenciar é mudar o pensamento contrário aos nossos interesses".

E qual seria o modus operandi? Mais uma vez, Carlos Costa foi direto: "Seja lá o que for necessário. Se é comprar, é comprar, há várias maneiras. Mas deixa isso pra lá".

Eis o cenário da realidade brasileira no reinado de Fernando Henrique Cardoso. Agindo com total desenvoltura, uma profusão de siglas tais como a US Customs, DEA, NAS, CIA e FBI faziam de nossa legislação letra morta e tornavam o conceito de soberania nacional, numa perspectiva otimista, uma hipótese a ser permanentemente verificada. Tínhamos, enfim, polícias compradas e submetidas a comandos externos, uma Abin supostamente controlada e formadores de opinião "influenciados". O quadro se tornava mais dramático quando o monitoramento de setores estratégicos do governo era apresentado como rotina.

O que chamou a atenção, há cinco anos, foi a ausência de repercussão da matéria de Carta Capital no Congresso e, acima de tudo, em outros veículos jornalísticos. Por conta de episódios de gravidade bem menor, o conservadorismo põe-se a falar em crise de governo, perda de capacidade administrativa e riscos à coesão social. Clama-se pela instalação de Comissões Parlamentares de Inquérito e o alarido udenista se reflete nos editoriais das empresas que abrigam aqueles a quem Costa chama de "os influenciáveis".

A título de exemplo, por que a denúncia da revista dirigida por Mino Carta não provocou, à época, a mesma comoção que o destempero do então ministro José Dirceu em entrevista ao jornalista Merval Pereira, de O Globo?

Desde sua publicação, o espaço concedido à reportagem de Bob Fernandes foi praticamente inexistente. Uma ou outra nota, até o abafamento total.


Quem sabe, nesse prosaico episódio, redescoberto no folhear de um exemplar antigo da melhor publicação brasileira, esteja desnudada a política editorial de várias publicações.

Alguém pode retrucar que a argumentação desenvolvida no parágrafo acima é simplificadora. Certamente. Mas, enquanto os "influenciáveis" não romperem seu pacto de silêncio, qualquer teoria conspiratória terá relevância analítica. Ou repetindo a sabedoria do senso comum: "Quem cala, consente". Just do it.

É bom relembrar quando uma nova batalha se avizinha.



Gilson Caroni Filho é professor de Sociologia das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro, colunista da Carta Maior e colaborador do Observatório da Imprensa.